11 964000424

©2018 by Soul Verde.

Elas são PANC

September 3, 2018

 

Quando você escutou pela primeira vez alguém falando sobre PANC, logo veio à mente aquele povo dos cabelos coloridos com moicanos e de roupa preta e piercing, não é mesmo!? Ou para você que leu aqui pela primeira vez, deve ter, nem que só um pouquinho, pensado .. fala a verdade! rs

 

Enfim,  lembranças à parte, essa  PANC aqui, com “C”, é outra, e representa a sigla que significa PLANTAS ALIMENTÍCIAS NÃO CONVENCIONAIS.

 

Prazer PANC! Ü

 

Apresentações feitas, mas afinal, o que são Plantas Alimentícias não convencionais?! Não é mesmo!

 

Nós humanos, amantes da arte do comer, nos alimentamos de algumas plantas como legumes, verduras, frutos e etc, os quais conhecemos bem e encontramos facilmente nos mercados, nas feiras e em hortas por ai, sendo essas mocinhas chamadas de plantas alimentícias convencionais. Pois muito bem, e então as plantas alimentícias não convencionais seriam aquelas plantas SUPER possíveis de serem consumidas que fazem parte  de uma vasta lista, e que nós seres humanos não nos alimentamos delas por que, ou não as conhecemos, não as produzimos  ou, ainda, tem um baixo consumo perante as convencionais como alface, rúcula e batata. Existem, também, aqueles que consideram PANC as partes de plantas convencionais que não temos o hábito de consumir, como o caso da batata doce, a qual estamos acostumados a consumir suas raizes, porém, suas folhas também são comestíveis e deliciosas quando cozidas.

 

A lista de PANC é grande e diversificada, podendo encontrar desde verduras, hortaliças, frutas, castanhas e cereais, até corantes naturais e condimentos. 

 

O grupo de PANC pode variar de época para época, por exemplo, algumas plantas que hoje estão no grupo das PANC antigamente eram conhecidas e muito utilizadas por nossos avós, e com o tempo foram deixando de ser convencionais, o que nada as impedem de sair do grupo e se tornarem, novamente, convencionais. Além disso, pensando em um país como nosso, com extensões continentais, onde o aipim, macaxeira e mandioca são a mesma coisa, a lista pode variar, porque, nem sempre o que é convencional para os paulistas será para os capixabas, não é mesmo?!

 

POR QUE O FOCO NELAS ?! 

 

É muito importante estarmos abertos para novos conhecimentos e descobertas, e ainda contribuir para conservação de muitas espécies vegetativas que, também, proporcionam alimentos de forma mais democrática. Precisamos nos conscientizar da importância de valorizarmos e tornarmos os alimentos que dão no nosso quintal, na nossa cidade e estado, alimentos do nosso cotidiano e que intensifiquemos o seu plantio e consumo, pois as energias gastas, em todos os sentidos, para produzir, distribuir e consumí-lo diminui drasticamente, e ai sim poderemos pensar em alimentos riquíssimos em nutrientes na mesa de todos! 

Hoje as opções de plantio dos produtores giram em torno de culturas como alface, couve e batata, por exemplo, que exigem maiores cuidados para com o seu cultivo, além de suas sazonalidades se limitarem a um período do ano. O cultivo de PANC, portanto, por estes mesmos produtores possibilitará melhor aproveitamento das suas áreas de cultivo, pois em sua maioria se tratam de plantas mais resistentes e permitem, devido a variedade, que as sazonalidades se complementem!

A ideia não é deixar de consumirmos o que já consumimos e consumir as PANC apenas, o ideal é sempre ir aumentando a lista das convencionais e diminuir as não convencionais !

 

E QUAIS SÃO AS PANC ?

 

Algumas  das PANC nascem de forma expontâneas, podendo ser encontradas facilmente em um passeio pela cidade, mas nem todas são os chamados “matinhos”. É importante sempre estudar e saber de qual PANC estamos falando antes de sair colhendo por ai e, principalmente, consumindo.

Existem PANC que podem ser consumidas in natura, que podem ser consumidas in natura mas fica mais agradável seu sabor quando processadas, ou aquelas que só podem ser consumidas quando cozidas.

 

Esta é uma lista de algumas PANC mais fáceis de achar e que vale seu cultivo em nossas hortinhas: Ü

 

  • Acelga Chinesa (Brassica rapa var. chinensis (L.) Kitam )- Usa-se as suas folhas cruas ou cozidas

  • Almerão Roxo (Lactuca indica L.) -  Usa-se as folhas cruas ou refogadas

  • Azedinha (Rumex acetosella L.)- Usa-se suas folhas em saladas e moderanamente em sucos.

  • Banana verde (Musa x paradisiaca L)- Usa-se o fruto quando imaturo  como se usa batata e inhame, e o coração (umbigo) da bananeira quando aferventado tem gosto similar ao palmito.

  • Beldroegão (Talinum paniculatum (Jacq.) Gaertn.)-  Usa-se as folhas cruas ou cozidas e suas sementes

  • Bertalha (Basella alba L.) - Usa-se suas folhas em saladas e moderanamente em sucos.

  • Bertalha coração (Anredera cordifolia (Tenore) Steen. )- Usa-se suas folhas e bulbos cozidos.

  • Cambuquira (Brotos de curcubitáceas ) - Usa-se suas folhas, cozidas para amaciar, e brotos.

  • Capeba (Piper umbellatum L. )- Usa-se suas folhas cozidas

  • Capiçoba (Erechtites valerianifolius (Link ex Spreng.) DC. )- Usa-se suas folhas em saladas e como condimento

  • Capuxinha (Tropaeolum majus L. )- Usa-se as folhas, flores e sementes, e elas são LINDAS!

  • Cará Moela (Dioscorea bulbifera L. )- Usa-se suas batatas.

  • Caruru (Amaranthus spp.) - Usa-se suas folhas unicamente cozidas ou refogadas.

  • Castanha do maranhão (Pachira glabra Pasq.) - Usa-se as castanhas cozidas ou assadas.

  • Caxi (Lagenaria siceraria (Molina) Stand. )- Usa-se seu fruto, parecido com abóbora

  • Celósia (Celosia argentea L.) - Usa-se suas folhas cozidas e sementes

  • Centella (Centella asiatica (L.) Urb. )- Usa-se suas folhas como condimento e em suco

  • Chaya (Cnidoscolus aconitifolius (Mill.) I.M.Johnst. )- Usa-se suas folhas unicamente cozidas

  • Clitória ( Clitoria ternatea L.) - Usa-se suas flores de cor azul como corante.

  • Couvinha ( Porophyllum ruderale (Jacq.) Cass. ) - Usa-se suas folhas como condimento

  • Espeinafre de okinawa (Gynura bicolor (Roxb. ex Willd.) DC. ) - Usa-se suas folhas cruas ou refogadas

  • Erva Luisa ( Aloysia citriodora Palau ) - Usa-se suas folhas como aromatizantes

  • Feijão Guandu ( Cajanus cajan (L.) Huth. ) - Usa-se suas ervilhas verde ou feijão seco

  • Folha de batata doce (Ipomoea batatas (L.) Lam. ) - Usa-se as folhas unicamente cozidas ou refogadas

  • Goya ( Momordica charantia L. ) - Usa-se o fruto cozido

  • Grumixama ( Eugenia brasiliensis Lam. ) - Usa-se o fruto in natura.

  • Guasca (Galinsoga parviflora Cav. G. quadriradiata Cav. ) - Usa-se suas folhas como hortaliça e condimento.

  • Jaca verde (Artocarpus heterophyllus Lam. ) - Usa-se o fruto imaturo como se usa o palmito e suas sementes quando cozidas podem ser consumidas como castanhas

  • Lírio Amarelo (Hemerocallys spp. ) - Usa-se sua flores, botões florais e rizoma 

  • Lírio do Brejo ( Hedychium coronarium J.König ) - Usa-se suas flores e rizomas como condimento

  • Macassá ( Aeollanthus suaveolens Mart. ex Spreng. ) - Usa-se folhas como aromatizantes

  • Melao Andino ( Solanum muricatum Aiton ) - Usa-se o fruto in natura.

  • Mitsubá ( Cryptotaenia japonica Hassk. ) - Usa-se suas folhas como condimento

  • Ora pro nóbis (Pereskia aculeata Mill. Pereskia bleo (Kunth) DC. Pereskia grandifolia Haw. ) - Usa-se folhas e frutos cruas ou cozidas

  • Palma (Nopalea cochenillifera (L.) Salm-Dyck) - Usa-se a palma refogada ou em suco

  • Peixinho (Stachys byzantina K.Koch) - Usa-se folhas fritas ou cozidas

  • Picão (Bidens alba (L.) DC. B. pilosa L.) - Usa-se folhas cozidas e infusão

  • Serralha (Sonchus oleraceus L.) - Usa-se folhas como hortaliças e condimento

  • Shissô (Perilla frutescens (L.) Britton) - Usa-se suas folhas e sementes

  • Taioba (Xanthosoma taioba E.G.Gonç.) - Usa-se suas folhas, talos e batatas cozidos.

  • Tamarillo (Solanum betaceum Cav.) - Usa-se o fruto in natura ou processado

  • Tupinanbo ( Helianthus tuberosus L.)- Usa-se a batata crua ou cozida

  • Urtiga (Urtica dioica L.) - Usa-se suas folhas sempre cozidas

  • Vinagreira (Hibiscus sabdariffa L.H. acetosella Welw. ex Hiern)- Usa-se flores, folhas e cálices florais crus ou cozidos.

 

Na hora de pesquisar as espécies é MUITO importante usar o nome científico, pois os nomes populares, como bem sabemos, podem variar de região para região e causar uma confusãozinha! No instagram da SOUL VERDE tem um Storie só de PANC, lá vocês podem achar fotos de algumas e com o tempo vão ter mais!

 

O divertido é poder ir descobrindo elas aos poucos e ir incorporando em nossas vidas, nos nossos pratos! Andar pela cidade, em um passeio, em uma ida ao quintal do vizinho e encontrar, ALI, mais uma PANC !

 

Recomendo quando achar alguma PANC em espaços públicos, principalmente nas ruas e calçadas, que pegue suas sementes para semear em casa ou faça uma muda, pois esses ambientes não sabemos como está seu solo e o risco de contaminação é alto, ok! Mas de resto, é diversão pura! É sair num verdadeiro caça ou tesouro por alimentos riquíssimos em nutrientes e de GRANDE DIVERSIDADE - tem para todos os gostos! ❤️ 

Please reload

Our Recent Posts

RELAÇÃO ÁGUA E CIDADE

February 17, 2020

BIOFILIA

February 3, 2020

O CONCEITO DE "BEM VIVER"

December 23, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload