11 964000424

©2018 by Soul Verde.

A IDÉIA DE FUSÃO ENTRE OS MINISTÉRIOS DO MEIO AMBIENTE E AGRICULTURA

November 5, 2018

 

Os últimos dias a idéia vinda do atual Presidente Eleito, Jair Bolsonaro, e sua equipe repercutiu em muitos murmúrios, os quais levaram aos questionamentos, por que unir os  Ministérios do Meio Ambiente (MMA) e da Agricultura, Pecuária e Abastecimentos (MAPA) em uma única pasta poderia ser prejudicial para ambos ?

 

A ideia aqui com esse post é apenas apontar alguns aspectos mais informativos sobre a proposta dessa fusão e suas consequências, principalmente, pelo objetivo que a Soul Verde tem de advogar pelas causas ambientais e, portanto, por um Ministério do Meio Ambiente FORTE e COMPROMETIDO com as questões ambientais que correspondem à construção de um planeta sustentável, e com ações necessárias para mitigar as mudanças climáticas.

 

Um dos simples, mas nem por isso menor, motivos do perigo da fusão desses ministérios são suas enormes importâncias INDIVIDUALMENTE, e que, portanto, apresentam agendas densas e que se unidas poderiam causar danos para ambos, ou seja, estes ministérios possuem grandes quantidades de assuntos e objetivos que em muitas vezes  são divergentes.

 

Hoje, se analisarmos as circunstâncias, podemos nos basear no simples exemplo que dos muitos assuntos tratados pelo MMA, mais especificamente 2782  processos de licenciamento tramitando no IBAMA, apenas 29 estão relacionados com Agricultura, ou ainda, que muito do avança de produções sustentáveis e ecologicamente corretas do setor do agronegócio se dá devido ao MMA, realizando um trabalho de fiscalização importante para com as atividades deste setor. Sendo assim, a fusão poderia levar a retalhação dos mercados dos países importadores de nossos produtos agrícolas, uma vez que eles buscam produtos comprometidos com as questões ambientais e com um desenvolvimento sustentável, o que atingiria, portanto, até a nossa economia.

 

Pois muito bem, esses seriam alguns dos pontos delicados que poderiam surgir dessa fusão, sem pensar aqui que um seja sobressalente ao outro, ou seja, a fusão poderia ser ainda mais perigosa se pensarmos que um poderia ter maior peso e ditar as regras ao outro, quase que anulando o trabalho de um deles.

 

Tal suposição tem muita probabilidade, caso a fusão ocorra, de se tornar realidade, e  quem estaria no controle da situação, tendo seus interesses como prioritários, seria o MAPA, pois se analisarmos o posicionamento e falas do presidente eleito no último dia 28/11 e de sua equipe, a questão ambiental é vista, erroneamente, como um atraso para o desenvolvimento do Brasil, muito bem representada na frase do provável ministro do transporte do próximo governo, o general Oswaldo Ferreira, quando entrevistado para o Jornal Estado de São Paulo dizendo que “na década de 1970, quando o governo militar construiu uma rodovia que atravessa a floresta amazônica, não existiam órgãos reguladores para "encher o saco”.”

 

É importante que cada um de nós, cidadãos brasileiros e do mundo, possamos ter clareza do que significa, mais do que a FUSÃO, O ENFRAQUECIMENTO do nosso Ministério do Meio Ambiente e, consequentemente, a vulnerabilidade que questões de suma importância como o combate ao desmatamento, a conservação ambiental, a floresta Amazônica, a produção sustentável, novos modelos de agricultura mais sócio e ambientalmente justos, dentre outras pautas, estas trabalhadas pelo MMA, podem ocasionar como retrocesso para nosso país como um TODO, não apenas para o Meio Ambiente.

 

Se prepararmos nossas vistas para uma visão mais holística, ou seja, perceber a interdependência entre tudo e todos, deixaremos de lado a visão superficial de que o Meio Ambiente é um assunto separado de tudo e que seu enfraquecimento não causará NENHUM dano substancial, ou que até poderá levar a um fortalecimento do agronegócio e consequentemente da nossa economia brasileira. 

 

Tal percepção, infelizmente, é rasa e vazia, pois o mundo todo tem caminhado em direção a um desenvolvimento sustentável, enquanto esta medida nos levará, como nação, a um retrocesso, ainda mais em um momento  que não temos mais fichas para gastar, o jogo está prestes para dar game over, ou nos unimos através do empenho de nos transformar em cidadãos ativos que prezam por um ecossistema verdadeiramente sustentável, ou o fim dessa história não será das melhores!

 

Portanto, definitivamente, NÃO À FUSÃO DO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE E DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTOS se prezamos por um país justo e, até, economicamente saudável.

 

Para finalizar, gostaria de deixar aqui um poema que nos faz refletir sobre a nossa interdependência, ou melhor, como o poeta diz, o ato de Interser!  

 

"Se você é um poeta, você verá claramente que existe uma nuvem dentro desta folha de papel. Sem a nuvem, não haverá chuva; sem chuva, as árvores não podem crescer;

e sem árvores, não podemos fazer papel. A nuvem é essencial para o papel existir. Se a nuvem não está aqui a folha de papel também não está. Então podemos dizer que a

nuvem e o papel inter-são. ‘Interser’ é uma palavra que não está no dicionário ainda, mas se combinarmos o prefixo ‘inter’ com o verbo ‘ser’, nós temos um novo verbo, inter-ser. Sem a nuvem não podemos ter papel, então podemos dizer que a nuvem e

o papel inter-são. […] ‘Ser’ é interser. Você não pode apenas ser por você mesmo.

Você precisa inter-ser com todas as outras coisas. Esta folha de papel é por que todas as outras são. " (HANH)

Please reload

Our Recent Posts

RELAÇÃO ÁGUA E CIDADE

February 17, 2020

BIOFILIA

February 3, 2020

O CONCEITO DE "BEM VIVER"

December 23, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload