Buscar
  • Elis Cristina

SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS, O QUE SÃO?


Você já parou para pensar em alguns aspectos básicos do dia a dia, nas nossas vidas, que coexistem com nós seres humanos, independente de quem sejamos, com o que trabalhamos, onde moramos ou quantos bens temos?!

Alguma vez na vida você já ficou sem respirar?

Talvez algumas poucas pessoas, por ocasiões específicas, já, mas a maioria de nós seres vivos respiramos sem parar, independente do que esteja acontecendo, continuamos respirando de forma involuntária e imperceptível.

E, assim como ar, existem muitas outras coisas que só nos damos conta de que existem quando ficamos sem, quando nos deparamos com sua ausência, seja ela por qual motivo for, e que são provenientes desse Meio em que vivemos e de todos os seres vivos que o habitam, inclusive nós, acontecendo simultaneamente às nossas vidas, como:

  • Regularização da composição química da atmosfera;

  • Regularização da temperatura global;

  • Regularização de distúrbios como tempestades, enchentes, seca, etc;

  • Regulação dos ciclos hidrológicos;

  • Armazenamento e retenção de água (aquíferos, bacias hidrográficas, etc);

  • Controle de erosão e retenção de sedimentos;

  • Produção do solo;

  • Ciclagem de nutrientes (decomposição de resíduos e fixação nutrientes no solo);

  • Tratamento da água;

  • Polinização;

  • Controle biológico;

  • Refúgio para os animais;

  • Produção de alimentos;

  • Produção de matérias primas;

  • Fonte de Recursos genéticos;

  • Tratamento de resíduos;

  • Provisão de oportunidades de atividades recreativas;

  • Provisão de oportunidades de culturais;

  • Provisão de variedade na natureza com valor científico e histórico.

Dessa modesta lista de 19 itens, tenho certeza que você poucas vezes, se não nunca, parou para pensar que essas atividades acontecem, e que só graças a elas que você pode se dedicar as outras coisa da sua vida, como trabalho, família, etc.. Porém, é justamente por não ter o hábito de lembrá-las diariamente que muitas delas correm o risco de deixarem de coexistirem, e ai sim, no momento crítico que lembraremos de suas existências.

Ao contrário dos serviços que mensalmente pagamos como luz, telefone, plano de saúde, aluguel e condomínio, entre muitos outros boletos, esses serviços básicos e fundamentais, gerados pela Natureza, mais especificamente pelos Ecossistemas, não são pagos mensalmente, porém, não deixam de ter imenso valor que, ao meu ver, muitas vezes até inestimáveis.

Segundo a pesquisadora Mônica Monteiro, em seu livro "Serviços Ecossistêmicos e Planejamento urbano, Natureza a favor do desenvolvimento sustentável das cidades", entre 2001 e 2005 as Organizações das Nações Unidas (ONU) conduziu um estudo sobre as condições dos ecossistemas mundiais e as consequências de mudanças nos mesmos sobre o bem-estar humano, levando as conclusões de que as ações humanas estão esgotando o CAPITAL NATURAL do planeta e que não será possível assegurar sua capacidade para suportar as gerações futuras.

O capital natural é um fator importante para geração de bem estar da sociedade, e estes são providos pelos ECOSSISTEMAS, que geram como se fossem estoques, os quais têm sido cada vez menos suficiente para a população como um todo do planeta, e mesmo assim são deixados de lado de balanços econômicos por economistas, governos, corporações e sociedade como um todo.

Pois bem, os SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS, de um modo geral, podem ser definidos como as funções oferecidas naturalmente pelos ecossistemas, mantidas, aprimoradas ou restauradas por ações do ser humano, visando a conservação de condições ambientais adequadas para a vida no Planeta, ou ainda, os dividendos que a sociedade recebe do capital natural, segundo Mônica.

Dentre as definições para Serviços Ecossistêmicos eu prefiro dizer que são O MEIO PELO QUAL OS ECOSSISTEMAS NATURAIS SUSTENTAM E COMPLEMENTAM A VIDA HUMANA SOBRE A TERRA, pois dessa forma é mais honesta para apresentar qual a importância e correlação destes para com nossas vidas.

Entretanto, mais do que definir o que são estes serviços, é importante conhecer quais são, mesmo que impossível mensurá-los em sua completude, podendo, fundamentalmente, contribuir e incentivar seu paradigma, ou seja, contribuir para difundir o CONTEXTO DE VÍNCULO entre os HUMANOS e a NATUREZA, quantificando-os e elencando seus efeitos.

Todos nós, sem excessão, dependemos destes serviços! Desafio você a pensar em algo, como o simples ato de esquentar uma água no fogão, sendo possível apenas por que os ecossistemas nos proveram matérias primas, ar, água para que possamos esquentar essa água, seja para qual motivo for, como para fazer um chá, que graças a biodiversidade e de insetos polarizadores, lhe possibilitará tomar seu chá de camomila !

A importância por cada vez mais se fazer visível o tema dos Serviços Ecossistêmicos é por que, de fato, hoje usamos para além do que os mesmos são capazes de nos prover, e isso é resultado de que cada vez mais as área destinadas a estes ecossistemas são tomadas pelas cidades, pela urbanização sem planejamento e ganância dos seres humanos, o que nos leva uma conta aritmética simples, em que temos mais espaços urbanizados do que áreas preservadas de ecossistemas.

Somado a isto, tem um grande agravante, que as cidades, com seus respectivos moradores, colocam toda a carga de responsabilidade de suprimento para estas, atualmente já poucas, áreas de ecossistemas, para que gerem seus serviços, esquecendo que as próprias cidades podem e DEVEM ser capazes de também gerarem estes serviços.

E é nesse contexto que a Soul Verde advoga para que o distanciamento entre cidades e meios naturais se dilua, que sejam congruentes, e que as próprias cidades sejam capazes de gerarem o máximo possível dos seus próprios serviços ecossistêmicos.

Por fim, mesmo que estes serviços, em sua maioria, não podem ser medidos em termos monetários, é necessário que cada vez mais estes passem a fazer parte das contabilidades de tudo que é ofertado na sociedade, precisamos dar-lhes destaque, lembrá-los todos os dias, enxergar seu valor, e agora não falando exclusivamente de dinheiro, seu valor como algo que sem sua existência ou se usarmos para além do que é ofertado, levará a IMPOSSIBILIDADE da vida sobre a Terra de muitas espécies, inclusive a nossa, Seres Humanos.

#serviçosecossistêmicos

0 visualização

11 964000424

©2018 by Soul Verde.