Buscar
  • Elis Cristina

COMPOSTANDO !


Quem ai já pensou em compostar ?! ou melhor. .. Já composta, levanta a mão!

Essa prática tem se tornado cada vez mais comum nos lares das pessoas, felizmente, criando novas formas de se relacionar com nossos lixos!

Na verdade, verdadeira, LIXO não é mais a forma correta de designar aquilo que nós geramos ao consumirmos nossos alimentos, roupas, aparelhos e todo o resto. Desde 02 de agosto de 2010 a Nova Política de Resíduos Sólidos - LEI 12.305, determina novas formas de entender, designar e trabalhar esse material, passando a chamá-los de RESÍDUOS.

Hoje os resíduos que geramos são classificas em 3 tipos:

- RECICLÁVEIS;

- ORGÂNICOS;

- REJEITOS.

Os recicláveis, também comumente chamados de SECOS, são aqueles originários de materiais industrializados, como papel, plástico, vidro e metal, presentes, na sua maioria, em embalagens, dentre os mais diversos produtos. Estes, portanto, são passíveis de se transformar, novamente, na mesma matéria, e reinseridos na cadeia de produção, deixando de contaminar o meio ambiente.

Já os Orgânicos, ou ÚMIDOS, são aqueles gerados através dos alimentos que consumimos, como cascas de frutas, restos de legumes e vegetais e cascas de ovos. Infelizmente muitos, ainda, vão parar em aterros sanitários, deixando de serem tratados de forma correta e passando a ser grandes vilões e contaminantes do solo.

Por fim, os rejeitos são aqueles resíduos que não são possíveis de serem tratados, como papel higiênico, fraldas, plásticos metalizados e absorventes, sendo eles, principalmente, os que devemos contribuir com alternativas que diminuam seu uso o máximo possível, pois o único destino deles são os aterros sanitários.

Na cidade de São Paulo, hoje, a maioria dos resíduos domésticos gerados, sendo 51% de orgânicos, 32% de recicláveis e 17% de rejeitos, acabam não sendo devidamente aproveitados e tratados, indo, assim como no resto do Brasil, para aterros sanitários e lixões. Portanto, como cidadãos conscientes, nos aproximarmos e entendermos melhor sobre os resíduos que produzimos, como podemos diminuir, separa e descartá-los de forma correta, se tornou de grande importância, pois são medidas fundamentais para que impactemos menos o meio ambiente de forma negativa, além de aproveitarmos de forma consciente os recursos do planeta.

Sendo assim… a COMPOSTAGEM entra em cena!

Vou focar, aqui, nos resíduos ORGÂNICOS, ok?!… mas não deixe de dar a devida atenção aos RECICLÁVEIS, eles são tão importantes e valiosos quanto!

Afinal, que compostagem é essa que estamos falando ??!

Segundo o site do Composta São Paulo, compostagem é um processo biológico em que microorganismos transformam a matéria orgânica em composto, adubo semelhante ao solo, ou seja, damos o destino correto aos resíduos orgânicos, de forma que ele seja reinserido no ciclo.

Isso não é nenhuma novidade, a compostagem, portanto, é algo natural e recorrente na natureza. Quem ai não se lembra de ver os avós levando as cascas de banana e de ovos pra colocar nos vasos e hortas?

A compostagem moderna foi disseminada no ocidente através do Agrônomo inglês Albert Howard, pai da agricultura orgânica, que estou por mais de 25 anos as práticas já realizadas na Índia para enriquecimento natural do solo. E foi ai que ele percebeu que quando os elementos orgânicos se decompunham juntos que formavam um material riquíssimo em nutrientes. E “voilà” - Eis o Composto orgânico !

Existem diferentes técnicas para se compostar através das chamadas COMPOSTEIRAS. Temos as composteiras em leiras, diretas nos canteiros de hortas e jardins, tecnológicas, nem tão tecnológicas em caixas de madeira ou plástico, e aquelas com ou sem minhocas, as quais são, na verdade, ajudantes na decomposição desses materiais ao se alimentarem deles.

As mais comuns, quando falamos nas domésticas, principalmente para quem mora em apartamento, são as composteiras feitas com caixas coletoras e digestoras, com minhoca ou não, onde são armazenados os resíduos orgânicos de cozinha, semanalmente, e em um período médio de 1 mês são formados os compostos, bem como o chorume, adubo líquido que também é muito rico em nutrientes.

Pensando em dar aquele empurrãozinho para quem ainda não tem sua composteira em casa, ou está na dúvida se faz ou não, ou ainda, se tem mas acha que não está se dando muito bem, a SOUL VERDE resolveu dar início nos seus GUIAS PRÁTICOS com 2 guias LINDOS ❤️ de compostagem em casa. Sendo um que ensina como montar sua própria composteira, e outro que orienta o que deve-se colocar ou não, bem como algumas dicas para solucionar probleminhas mais comuns na vida de quem tem um dessas MARAVILHAS em casa!

Vamos minha gente, deixa a preguiça e venha para esse LADO DA FORÇA! Te garanto que não vai se arrepender, e qualquer ajuda que precisar, a Soul Verde estará aqui pra isso! FECHADOl?!

Além disso, você verá, que a compostagem é mais do que transformar resíduos em adubos maravilhosos, é TRANSFORMAÇÃO PESSOAL!

Para BAIXAR GRATUITAMENTE os guias seguem os links:

https://mailchi.mp/57070b68ef1c/guiapraticocompostagem1

https://mailchi.mp/fb0c52ad069b/guiacompostagem2

#compostagem #novaleideresíduosdossolos #compostoorgânico #composteira #guiapráticodecompstagem

38 visualizações

11 964000424

©2018 by Soul Verde.