Buscar
  • Elis Cristina

LEITE COM MANGA NA SOCIEDADE MODERNA


Esse final de semana tive a oportunidade de conhecer o desconhecido, encarar algo que sempre ouvi dizer que era errado, e por este motivo, marginalizado, porém, desta vez pude ver com meus próprios olhos e construir minhas próprias impressões e opiniões, algo que era construído sob a ótica do outro, ótica essa que as vezes nem ela tinha tido a oportunidade de vivenciar o ao vivo.

Isso me fez refletir sobre tudo, pois quantas vezes nos é dito que algo é ruim, errado ou ainda, bom e certo, mas baseado em opniões e crenças que as vezes nem se sabe de onde exatamente vieram e baseadas em que.

Entretanto, cada vez mais tem sido importante que sejamos pessoas, cidadãs e cidadãos críticos, e que não aceitemos fatos, informações, crenças e opiniões prontas, a não ser que estas venham embasadas com dados científicos e os mesmos tenham sido confrontados.

Nosso momento atual nos exige mais cuidado, apreço para com o que lemos e, principalmente difundimos!

Na verdade, nada em sua essência é algo perfeito, sendo 100% BOM ou 100% RUIM, acarretando que nós façamos análises dentro do cenário que se encontra, para então pensarmos qual a melhor peça se encaixará naquele quebra cabeça do momento.

Por muitos anos, muitos mesmos, nossos olhos foram treinados, de geração em geração, a encarando algumas plantas como mato, ervas daninhas, as quais deveriam ser retiradas dos canteiros, sendo estes devidamente mantidos os mais perfeitos e domesticáveis possíveis, longe do que acontece na Natureza de verdade.

Porém, dentro do seu sistema perfeitamente imperfeito de ser, a Natureza não desiste, fazendo ressurgir aquelas espécies, os “MATINHOS" em qualquer brecha que lhe resta, que felizmente, estes, de uns anos para cá, têm recebido a devida atenção, contribuindo para que cada vez mais conheçamos o que nos foi omitido.

É o caso das PANCs, sigla para plantas/partes alimentícias não convencionais, que já dediquei um post no blog exclusivamente para elas, vale a pena dar uma lida quem ainda não leu.

O movimento das PANCs, o qual a Soul Verde faz parte e contribui na divulgação através de seus projetos de paisagismo e oficinas, é algo que colabora para abrir mente e coração para o desconhecido, para aquilo que por muitos anos nos foi dito, salve algumas exceções, que era ruim, feio e errado e que, portanto, dos nossos jardins/hortas não poderiam fazer parte.

É o caso da Beldroega (Portulaca oleracea), conhecida como erva daninha, facilmente encontrada em calçadas, terrenos baldios, nascendo espontâneas em muitos quintais, e que sempre viveram as margens das espécies vegetativas, principalmente exóticas, das quais usamos predominantemente para fins ornamentais e alimentares.

De porte pequena, rasteira, com folhas gordinhas, suculentas de água, esta espécie nativa é extremamente resistente, e recentemente foi descoberta suas características nutricionais, sendo umas das maiores fontes vegetais de omega 3, além de serem ricas em vitamina A e C, potássio e magnésio.

Um alimento rico em nutrientes, facilmente cultivado que foi injustamente considerada indesejável, e que hoje, juntamente com outras espécies vegetativas, busca seu lugar ao jardim, e sua valorização de direito, seja para finalidade alimentar, medicinal e/ou estética.

Para finalizar esse post de hoje deixo aqui meu convite a você para se PERMITIR, estar aberta ao NOVO, mesmo aquele já existente, àquilo que mesmo que desde pequena ouviu que era errado, ruim, ou até bom ou certo, a experimentar, no sentido mais amplo, através das suas essências, vivências, e, então, tirar suas conclusões e construir seu senso crítico e não comum.

E para celebrar esse convite, compartilho a receita de Salada de Bata com Beldroega, fácil de fazer e DELICIOSA!

Bom apetite!

SALADA DE BELDROEGA E BATATA

Ingredientes:

400g de batatas

1 maço de beldroegas

1 cebola picada

1 colher de sopa de alcaparras

Para o molho:

1 colher de sopa de sumo de limão

1 colher de sopa de vinagre de vinho tinto

1 colher de sopa de mostarda em pó

4 colheres de sopa de azeite

1 dente de alho picado

sal e pimenta.

1. Cozer as batatas cortadas ao meio. Depois de cozidas, deixar esfriar.

2. Arranjar as beldroegas, retirando as folhas e pequenos raminhos. Lavar bem e escorrer.

3. Numa tigela colocar as batatas cozidas e cortadas em cubos, a cebola picada e as beldroegas.

4. Para o molho, misturar todos os ingredientes numa taça e mexer

5. Regar a salada com o molho, mexer e servir.

Fonte da receita: https://www.cincoquartosdelaranja.com/2011/07/salada-de-batata-com-beldroegas-e.html?m=1

#PANC #receitadepanc

5 visualizações

11 964000424

©2018 by Soul Verde.