Buscar
  • Elis Cristina

AS DESCONHECIDAS MAIS CONHECIDAS - PANCs


Eu já fiz um post aqui no blog falando sobre PANCs (Plantas/Partes Alimentícias não convencionais), onde falo um pouco o que significa essa nomenclatura, por que é importante nos atermos a este tema, bem como quais são algumas dessas plantas.

Se não leu, vale a pena dar uma olhadinha nesse post, é um dos primeiros aqui do blog!

Entretanto, em destaque a esta semana que teremos aqui na cidade de São Paulo, de onde vos falo (rs), a VIRADA SUSTENTÁVEL” entre os dias 22 e 25 de Agosto, e onde a SOUL VERRDE estará fazendo parte através da Oficina: CAÇA AO TESOURO; onde estão as PANCs ? - escrevo este post para, primeiramente, deixar aqui o convite a quem estiver em São Paulo, para participar da oficina, e também para retomar esse assunto de fundamental importância!

Bem, a oficina será dia 23/08 às 15 horas no CEU Butantã ( Av. Eng. Heitor Antônio Eiras García, 1870), e o objetivo é difundir o tema das PANCs, pois são plantas que mesmo que comestíveis e de fácil cultivo ainda são pouco consumidas pelas pessoas por não as conhecerem, e através de uma brincadeira lúdica de caça ao tesouro, buscamos introduzir essas plantas aos participantes da oficina, além de abordarmos temas correlatos de suma importância como Biodiversidade na alimentação, Soberania Alimentar e plantio de alimentos em centros urbanos.

Portanto, para celebrar esses tesouros perdidos pelas ruas, quintais, calçadas e por ai afora, nesse post vou apresentar as TOP 5 das PANCs, aquelas que na verdade já fez parte da vida de todo mundo de alguma forma, seja no quintal da avó, ou aquele matinho que cresceu no seu jardim sem querer, ou até por querer, e que você não fazia ideia que essa mocinha é comestível, e de quebra ainda vou sugerir formas de consumi-las! ;)


TOP 05 - Guasca (Galinsoga parviflora)

Acho que das TOP 5, com certeza a Guasca pode ser uma das mais conhecidas como planta para o consumo.

Ela é facilmente encontrada em terrenos baldios, calçadas, hortas urbanas, e as vezes suas flores brancas são confundidas com a do picão branco, também PANC, porém, suas flores são um pouco menores.

Em outros países é mais difundido seu uso como tempero, sendo utilizados seus ramos mais jovens e crus em saladas e sucos, ou até cozidas.

Essa linda planta é rica em Magnésio, Mangânes, Ferro e Cálcio.


TOP 04 - Hibisco (Hibiscus rosa-sinensis)

Tenho certeza que você já viu essa linda flor em algum jardim, ou já a colocou no cabelo como uma havaiana.

Sim, essa bela flor do Hibisco é comestível, além de poder ser utilizada como corante natural nas cores vermelha, rosa e amarela.

Podemos consumir tanto as flores quanto suas folhas, ambas cruas ou preparadas em saladas, omeletes, e, eu mesma, já fiz uma deliciosa geléia com as flores vermelhas! Nem preciso dizer a lindeza que ficou, numa cor vermelha meio vitrificada, sem contar o sabor delicado e azedinho, com auxílio das pitadas de limão!


TOP 03 - Beldroega (Portulaca oleracea)

Sabe aquela plantinha verde que dá nas mais improváveis brechas das calçadas e ruas, ou até no cantinho da parede, pois é, essa é a Beldroega.

Nem preciso dizer o quanto essa planta é espontânea e rústica, de fácil cultivo, e que dá o ano inteiro, mas seu auge é no período de inverno, onde mais se reproduz, dando umas flores amarelas bem pequenas.

Você pode consumir qualquer parte dessa planta, tanto cruas como cozidas, e suas sementes pretinhas em substituição à chia e gergelim.

Eu fiz uma vez uma salada de batata e no lugar da salsinha usei a beldroega, riquíssima em ômega 3, sendo ótima antioxidante, fonte das vitaminas B e C, Magnésio e Zinco.


TOP 02 - Major gomes (Talinum paniculatum)

Essa planta passa despercebida, porém, é mais comum do que você imagina!

A Major Gomes é facilmente encontrada, também, em qualquer esquina, ou melhor, quintal, e ganhou esse nome popular pois uma vez um major chamado de Gomes salvou seu pelotão, de não morrer de fome, dando a eles essa mocinha como alimento.

Com folhas verdes e carnudas, flores bem pequenas rosadas e sementes pretinhas que facilmente se alastram, essa planta pode ser consumida crua ou cozida, por inteiro, em saladas e refogados, como, por exemplo, aquele acompanhamento do arroz com feijão, ou no recheio da torta.

Sem dúvida sua riqueza nutricional está na quantidade de Potássio, mas também encontram-se quantias consideráveis de Magnésio e Cálcio.


TOP 01 - Dente de Leão (Taraxacum officinale)

Qualquer uma das espécies apresentadas anteriormente poderiam estar no primeiro lugar, tanto por serem espontâneas e de fácil cultivo, não exigindo muita água e nutrientes, por este motivo chamadas, muitas vezes, de matos.

Entretanto, o Dente de Leão é aquele matinho que faz parte da infância da maioria das pessoas, principalmente daquelas que cresceram no interior, como meu caso.

Sim, ela é a dona daquele pom pom branco que adorávamos soprar, mesmo sem saber que se tratavam de suas sementes e que estávamos lhes fazendo um favor, as dispersando.

Além de suas sementes únicas, apresentam uma folha com um belo recorte que lembra uma pena e flores amarelas lindas e delicadas, dignas de estar em qualquer jardim.

Entretanto, muita vezes são ignoradas, mas podem estar em jardins e em hortas, principalmente porque suas folhas podem ser consumidas cruas como alface ou outra hortaliça, ou ainda cozidas.

Que tal uma salada com todas essas PANCs MARAVILHOSAS e DELICIOSAS, além de fáceis de se cultivar.

Vale aqui lembrar, antes de sair caçando essas delicias por ai, que é importante, SEMPRE, saber exatamente de que planta estamos tratando antes de comer, se ficar na dúvida, não a consuma e procure um especialista.

Além disso, não saia consumindo plantas que estejam em locais sujos como nas ruas, calçada e terrenos baldios. Sendo assim, colete as sementes e as cultive em seu jardim/horta e então poderá consumi-las sem riscos!

fonte:https://kaaete.org


0 visualização

11 964000424

©2018 by Soul Verde.