Buscar
  • Elis Cristina

SENTINDO OS 4 ELEMENTOS NA VIDA, NO PAISAGISMO


Semana retrasada, mais especificamente dos dias 15 ao 17 de novembro, estive a oportunidade de estar presente, de várias formas, no Congresso de Paisagismo Regenerativo organizado pela Escola de Paisagismo Perau do Encanto, em parceria com o escritório de Arquitetura e Paisagismo Tony Backes, tudo isso em um lugar MARAVILHOSO chamado Projeto Ambiental Gaia Village na cidade de Garopaba-SC.

O objetivo do Congresso foi de fomentar o entendimento dos ecossistemas como guias inspiradores na criação de jardins que integrem todas as formas de vida e contribuam, portanto, para regeneração da paisagem. Este ano de 2019 o tema foi Os 4 Elementos ( Ar, Terra, Água e Fogo) e como estes elementos podem influenciar nos trabalhos de paisagismo.

Empolgada com as belas experiências que tive naquele lugar paradisíaco, rodeado de pessoas especiais e com propósitos muito parecidos, decidi fazer este post para compartilhar com vocês o que pude experienciar e aprender sobre esses 4 elementos que são tão presentes em nosso meio e em nós mesmos, e que muitas vezes não nos damos conta do quanto eles nos regem, e tudo isso através de quatro poemas, um para cada elemento, e as fotos que sintetizam as belas paisagens naturais de Garopaba-SC.

Espero que estes poemas contribuam para, assim como para mim, despertar o que cada um desses elementos têm a nos oferecer de mais verdadeiro e profundo, e contribuam para transformação que queremos SER.

Sendo assim, te convido a ler estes poemas com o coração, e se permitindo sentir a Coexistência do AR, a Criatividade da ÁGUA, a Transmutação do FOGO e a Racionalidade da TERRA:

AR

É o vazio do cheio,

Que se manifesta na ausência,

De onde tudo veio

E de onde tudo é coexistência.

O Ar só existe por que tem;

As folhas por onde falar,

Os pêlos a arrepiar,

A areia para coisificar,

E as ondas para moldar.

FOGO

É inquietude

É transmudação,

Instintos da nossa mente,

Sentimentos do coração.

Desconforto do aconchego,

É vida,

Alimento,

É luz absorvida.

ÁGUA

Como a criadora

A água cria,

a criatura que se criou

Ao criar a criatura

É a forma amorfa,

Aquela que molda o imutável.

É o certo do errado,

O que só existe,

Pois é possível de inexistir.

TERRA

Intuição da racionalidade

É passado, presente e futuro,

Camadas de ambiguidade,

Semente e Fruto.

Segurança percebida,

Almas perdidas.


12 visualizações

11 964000424

©2018 by Soul Verde.